quarta-feira, junho 17, 2015

A insegurança bate na porta... não vou atender... não posso atender...
Aquele medo de se deixar levar e ser atropelada por mentiras e desilusões...
"Cuidado menina"... ela diz do outro lado...
"Dá uma chance"... diz meu coração machucado...
O coitado, cansado de sofrer, pede cuidado...
Vai assim... um passo de cada vez, meio desconfiado e rezando... pra que dessa vez ele não precise de curativos...


[Thaily]