domingo, dezembro 08, 2013

Se não fosse amor não haveria planos, nem vontades, nem ciúmes, nem coração magoado...
Se não fosse amor não haveria desejo, nem o medo da solidão...
Se não fosse amor não haveria saudade, nem o meu pensamento o tempo todo em você...
[Caio Fernando Abreu]

quarta-feira, julho 24, 2013

Não preciso mais ter medo de errar no amor...
Vi nos seus olhos que me aceitaria depois de todas as minhas desilusões... me esperaria chegar exausta depois de tantos desacertos...
Descanso quando sua mão pressiona meu braço... beijo seus lábios enquanto você me ama com suas milhões de palavras...
Me perdoe por não saber ou não poder corresponder na altura e profundidade que você merece... vou errar e você sabe, sofre e espera...
Sei que é você que irá me recompor no futuro e me ensinará tudo de novo sobre todas as coisas, e quero reaprender...
Ainda não estou... mas caminho para você... sei que sabes...
... Teu amor é paciente... teu amor não me atropela... teu amor me dá a liberdade da escolha... me espera e se guarda pra mim sem mais perguntas...
[Cáh Morandi]

quinta-feira, junho 20, 2013

Eu tenho feito de conta que você não me interessa muito... mas não é verdade...
Você é uma das pessoas mais especiais que já conheci...
Não por ser bonito ou por pensar como eu sobre tantas coisas... mas por algo maior e mais profundo do que aparência e afinidade...

[Martha Medeiros]

sábado, junho 01, 2013

Eu só queria um namorinho de portão...

Não... você não precisa ter o abdômen do mocinho da novela... e acho que até que posso ficar com sua barriga pra sempre...
Eu não quero que você me busque num super potente carro... eu só quero que quando você me beije, eu não deseje mais nenhuma força do universo...
Estou pouco me lixando se o restaurante tem várias cifras no guia da Folha... mas gostaria muito que a gente esquecesse das mesas ao lado e risse a noite toda...
Sério que tem uma pousada mega-master com ofurô em cima da montanha e charretes cor-de-rosa que trazem o café da manhã? Dane-se... se você conseguir passar, nem que seja algumas horas, encantado pela gente. Essa será a maior riqueza que eu posso ganhar...
Eu procuro você desde o dia em que nasci. Não, eu não dependo de você nem pra andar e nem pra ser feliz... mas como seria bom andar e ser feliz ao seu lado...
Só que estamos com um problema: vai ser um pouco difícil a gente se conhecer porque tenho evitado sair de casa... Eu prefiro não fazer parte da "feira" que compete pra ver quem tem a "casca" mais bonita...
Voando eu sei que você não vem, até porque eu jamais namoraria um super-homem... tenho horror a pessoas falsamente infalíveis... Não quero um homem que sempre vence, que sempre impressiona e sorri impecável em dentes brancos e músculos... Você pode até ter medo de monstrinhos imaginários e dormir com a porta trancada...
Não existe Facebook, Twitter ou Instagram... não existe celular ou supercelular que é máquina fotográfica... Não existe esperar que a vida fique mais compacta, mais veloz, mais completa e mais fácil, assim como o computador... Existe essa coisa simples, antiga e quase esquecida pela possibilidade infinita de se distrair com as mentiras modernas do mundo: o Amor... mas onde ele foi parar depois de tudo isso?
Eu não tenho um portão para te esperar... como minha avó um dia esperou pelo meu avô e eles ficaram juntos por 70 anos. Talvez eu também seja engolida por esse mundo que cria tantas facilidades para a gente não sofrer...
Tenho medo de que tudo seja uma mentira e de verdade sinto que é, mas ainda acordo feliz todos os dias esperando que ao menos você seja verdade...
[Tati Bernardi]

sábado, maio 11, 2013


... É que sou o tipo de gente que todo mundo pensa que conhece...
       Mas se enganam feio... 
               ... Pouquíssima gente me desvenda...


[Clarissa Corrêa]

quinta-feira, abril 25, 2013

Não há nada que me deixe mais frustrada do que pedir sorvete de sobremesa, contar os minutos até ele chegar e aí ver o garçom colocar na minha frente uma bolinha minúscula do meu sabor preferido... uma só... :(
Quanto mais sofisticado o restaurante, menor a porção da sobremesa.
Aí a vontade que dá é passar numa loja de conveniência, comprar um litro de sorvete bem cremoso e saborear em casa com direito a repetir quantas vezes quiser... sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação...
O sorvete é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano...
A vida anda cheia de meias porções, de prazeres meia-boca, de aventuras pela metade...
A gente sai pra jantar, mas come pouco. Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons. Conquista a chamada liberdade sexual, mas tem que fingir que é difícil (a imensa maioria das mulheres continua com pavor de ser rotulada de "fácil"). Adora tomar banho demorado, mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta. Quer beijar aquele cara mais novo, mas tem medo de fazer papel ridículo. Tem vontade de ficar em casa vendo um DVD, esparramada no sofá, mas se obriga a ir malhar. E por aí vai...
Tantos deveres, tanta preocupação em "acertar"... tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação...
Aí a vida vai ficando sem tempero, politicamente correta e existencialmente sem graça... enquanto a gente vai ficando melancolicamente sem tesão...
Às vezes dá vontade de fazer tudo "errado".... deixar de lado a régua, o compasso, a bússola, a balança e os 10 mandamentos...
Ser ridícula, inadequada, incoerente e não estar nem aí pro que dizem e o que pensam a respeito...
Recusar prazeres incompletos e meias porções...
Até Santo Agostinho, que foi santo, uma vez se rebelou e disse uma frase mais ou menos assim: "Deus, dai-me continência e castidade, mas não agora..."
Nós, que não aspiramos à santidade e estamos aqui de passagem, podemos (devemos?) desejar várias bolas de sorvete, bombons de muitos sabores, beijos bem dados, a água batendo sem pressa no corpo, o coração saciado...
Um dia a gente cria juízo, um dia... não tem que ser agora...
Por isso, garçom, por favor... me traga: cinco bolas de sorvete de chocolate, um sofá pra eu ver 10 episódios do "Law and Order", uma caixa de trufas bem macias e o Richard Gere, nu e embrulhado pra presente, ok? Não necessariamente nessa ordem...
Depois a gente vê como é que faz pra consertar o estrago...

[Danuza Leão]


domingo, março 24, 2013

Quando não quero ser mais eu... faço uma tatuagem, mudo o cabelo, troco de emprego, de amigos... mudo tudo...
No fim acabo sobrando de frente pro espelho e sou eu de novo... um pouco mais colorida... um pouco mais solitária...
Eu me volto pras palavras e venero seus encantos... como se por me descreverem pudessem me bastar... "Palavra não faz carinho, menina, palavra não dá colo!"
É de abraço que eu preciso quando não há mais letra, tatuagem, tinta, papel, caneta, poesia... Quando não tem mais rima... é de corpo e conforto que eu preciso...
O tempo, superestimado, não muda nada... só faz confundir realidade e passado num borrão sem cor...
E eu vivo de acreditar na próxima semana... minhas esperanças estão no próximo mês... quero... tudo novo, tudo limpo, tudo pronto pra ser diferente... ar fresco, um alívio ou certa angústia...
É tempo de ser mais eu... é tempo de me esquecer, de me perder, tempo de ter mais tempo...
Se num dia desses eu encontrar o que eu procuro, nesses caminhos tão avessos, talvez eu não precise de palavras...
E então serei eu, de frente pro espelho, sem medo de ser quem me olha de volta...
[Veronica Heiss]

quinta-feira, fevereiro 14, 2013

Falta...

Falta o frio na barriga do 1º encontro... falta a expectativa do próximo encontro...
Falta a ligação de manhã pra desejar bom dia... falta a mensagem antes de dormir pra poder sonhar...
Falta o sorriso bobo ao ouvir aquela música no rádio... falta o motivo pra cantar feito boba no chuveiro...
Falta o cinema no meio da semana... falta o jantar surpresa na sexta-feira... 
Falta o cafuné na tarde fria de sábado... falta o picnic na manhã ensolarada de domingo...

Falta o toque... falta o cheiro impregnado na roupa, na pele, na alma...
Falta o Eu Te Amo... falta o silêncio compartilhado e só entendido por quem ama...

Falta paixão, amor... falta desejo e saudade...

Saudade do que já foi vivido... saudade do que ainda nem aconteceu...
Falta você.......
[Thaily]

sábado, janeiro 26, 2013

♪ Estrela de Papel - Pedro Mariano

Eu não vivo nesse mundo... 

Eu não tenho os pés no chão...

Vou daqui pra lá voando... me alimento de ilusão...

Acredito em cada sonho... isso é o que me faz viver...

Se não sigo acreditando... 

Nunca que virá a ser... realidade...

Para ter paz... é preciso fé em Deus, muita saúde e um pouco de amor a quem lhe quer bem...

E o resto vem.......

quarta-feira, janeiro 02, 2013

Feliz Ano Novo...!


Não é estranho?
Passar todos os dias do ano, 365 dias esperando pra renovar sua esperança... 52 semanas de expectativa aguardando o futuro... ?
Você me questionará dizendo que é um ano novo, tudo novo... mas amanhã também não é um dia novo? Outro mês também não é um mês novo? Ou até mesmo a semana que vem não é inédita?
Pra que esperar todo esse tempo para ter esperança por algo melhor, para aquecer uma paixão, para tentar um novo amor, para procurar emprego, para parar de fumar?
Ano Novo é somente um ano novo, nada de mais, porque não podemos fazer isso em um dia novo, uma semana nova ou até mesmo em uma hora nova?
Renove sua esperança e a sua vida a cada dia, durma uma pessoa e acorde outra...
Nada é tão bom quanto a emoção do novo... tente isso todo dia!
 [Marcel Henriques]