quinta-feira, setembro 29, 2011

Hoje resolvi escrever sobre perdas...
No último ano sofri uma avalanche delas... algumas mais dolorosas, outras necessárias... algumas eu não entendi e depois de um tempo, sinceramente, desisti de entender...
Porque algumas coisas simplesmente não se explicam naquele exato instante... é só com o tempo que passamos a entender... Sei que Deus sabe o que é melhor pra mim... e é a ele que entrego estes momentos: de dor e não entendimento...
Das perdas que tive, estão inclusos amigos... alguns que se “perderam” no meio do caminho sem motivo aparente... outros que “se mudaram daqui” e foram se encontrar com Ele. Também estão alguns amores... um que, talvez por medo, não foi vivido em sua plenitude... outro que, apesar de belo e profundo, se deixou “perder” por puro orgulho. E claro, não podia faltar nesta lista, aquele que não compra a felicidade, mas ajuda um bocado...
E tudo isso também me fez perder uma série de outras coisas... como a auto-estima, a confiança (nos outros e em mim mesma)... me vi sem equilíbrio... sem rumo...
E aí você olha pro céu e pergunta: Por que hein?! O que foi que eu fiz?!

Mas aí você enxerga que as perdas muitas vezes são necessárias... pra você mudar... mudar é dífícil, mas fazem parte do processo de amadurecimento... precisamos permitir que elas aconteçam pra nos tornarmos pessoas melhores...
E antes que eu pudesse perder também a saúde e a fé... tomei uma dose de coragem e decidi que não ia simplesmente cruzar os braços e deixar a vida passar, que limparia todas as lágrimas e seguiria em frente... Porque todos os dias Deus me oferece um dia lindo lá fora, cheio de velhos e novos amigos... novos amores... novos sonhos e oportunidades... e tudo o que eu estava fazendo, na realidade, era perdendo tempo... perdendo tempo sendo dura comigo mesma...
Hoje eu sei que quando você perde algo ou alguém... é sinal de que você precisa parar de olhar só para o seu mundinho e passar a olhar o mundo a sua volta... é Deus te colocando no “caminho certo" de novo porque você havia se desviado, é Ele que ta te dando uma “sacudida”, como quem diz: “Acorda! Nada nessa vida é eterno, então é melhor você aproveitar o hoje, porque o amanhã é incerto...”
Essa semana eu tive mais uma perda... uma tia que era como uma mãe, uma mulher que era o esteio da família... era a razão de vida da sua filha e marido, era o orgulho dos seus irmãos e sobrinhos... era exemplo de fibra e coragem, de carinho e de amor...
Mais uma vez eu teria motivos pra olhar pro céu e resmungar: Chega neh! Você não acha que foi o suficiente?!
Mas não... eu não vou questioná-Lo dessa vez... por mais que doa... porque eu amadureci o suficiente pra saber que ela está bem e que o abraço que eu não pude dar, nós ainda trocaremos... em algum dia... em algum lugar...



[Thaily]

sábado, setembro 24, 2011

Ando com uma vontade tão grande de receber todos os afetos, todos os carinhos, todas as atenções.............

[Caio Fernando Abreu]

quarta-feira, setembro 21, 2011

Na fé... eu sou capaz de me dizer, com amorosa humildade, que grande parte das vezes eu não sei o que é melhor para mim...
Eu não sei... mas Deus sabe!
Eu não sei... mas minha alma sabe!
Então, faço o que me cabe e entrego.......
....... Mesmo quando, por força do hábito, eu ainda dê uma piscadinha pra Deus e lhe diga: "Tomara que as nossas vontades coincidam"...
Faço o que me cabe e confio que aquilo que acontecer... seja lá o que for, com certeza será o melhor... mesmo que algumas vezes, de cara, eu não consiga entender...

[Ana Jácomo]

segunda-feira, setembro 19, 2011


Se você não se atrasar demais, posso te esperar por toda a minha vida.......

[Oscar Wilde]

sábado, setembro 17, 2011

Ai, essa coisa de esperar o príncipe me cansa a beleza viu?!
Eu to achando que esse príncipe é meio bundão... ele ainda não teve coragem nem de matar o Dragão e subir na torre do castelo pra me salvar, vê se pode!!!

quarta-feira, setembro 14, 2011

Toda mulher é doida... Impossível não ser!
A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem amor, a vida não vale a pena ser vivida...
E dá-lhe usar o nosso poder de sedução para encontrar o "the big one"... aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão jamais... Uma tarefa que dá pra ocupar uma vida, não é mesmo?
Mas além disso, temos que ser independentes, bonitas, ter filhos e fingir de vez em quando que somos santas, ajuizadas, responsáveis... e que nunca, mas nunca, pensaremos em jogar tudo pro alto e embarcar num navio pirata comandado pelo Johnny Depp...
(...) Eu só conheço mulher louca...
Pense em qualquer uma que você conhece e me diga se ela não tem ao menos três dessas qualificações: exagerada, dramática, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante...
Pois então... Também é louca! E fascina a todos!
Nossa insanidade tem nome... chama-se: "Vontade de Viver até a Última Gota"
Só as cansadas é que se recusam a levantar da cadeira para ver quem está chamando lá fora...
E santa, fica combinado... não existe! Uma mulher que só reze, que tenha desistido dos prazeres da inquietude, que não deseje mais nada? Você vai concordar comigo: só se for louca de pedra!


[Martha Medeiros]

sábado, setembro 10, 2011

Tinha vontade de fazer um embrulho de mim... com papel de seda, lacinho de fita... e mandá-lo pra você... Aceita???
[Clarice Lispector]

terça-feira, setembro 06, 2011

Como é bom criar uma expectativa neh?! Parece inevitável!
Basta um sinal e lá vamos nós nos apegar aquela esperançazinha por menor que seja...
Fazer planos com algo concreto é coisa para os medrosos... os atrevidos criam histórias com aquilo que não existe mesmo!
Somos conduzidos pela nossa vontade e mais do que disposição é preciso muita coragem pra abraçar nossas loucuras...
Não importa se não vingou... se ficamos na vontade... Apostamos naquilo e ponto... mesmo que isso implique em uns tombinhos de vez em quando...
Somos escravos dos nossos sonhos e por eles topamos qualquer desafio... corremos todos os riscos... inclusive o da frustração...
Criamos expectativa porque acreditar é delicioso, e por mais que o chão seja um lugar mais seguro, nada como balançar os pezinhos lááááááá no alto...
E quer saber....... por que duvidar?
Vai que um dia aquele plano decola mesmo...
Aí não vai ser você o primeiro a atrapalhar por medo de altura, vai?!?

[Fernanda Gaona]

domingo, setembro 04, 2011

Domingo é um dia delicioso... visitamos a família, passamos um tempo com os 'irmãos'... Quando está calor, tomamos um solzinho, no final da tarde damos uma passada na casa de uma amiga e...... eis que chega a noite...
Arrisco-me a dizer que o domingo a noite é pior que a segunda... Para nós mulheres tão ansiosas, o problema é saber que a segunda está chegando, pois quando a segunda chega... não há mais o que fazer...
Mas a questão (...) não é a segunda, e sim o tal domingo a noite...
Aquela parte do dia aterrorizante para qualquer solteiro desse mundo...
Mesmo que durante toda a semana não tenha passado em mente a falta de alguém, pela agitação do trabalho, dia a dia e logo o agitado final de semana, no domingo é inevitável: a solidão e a tristeza chegam de mansinho e invadem completamente os corações solitários...
Os casais de namorados se fartam... cinema, jantar, pipoca...
Quando está naquela fase de que todas as amigas estão namorando então... fica pior ainda!
Na verdade, pensando bem, pior ainda, fica mesmo... quando chove e faz frio... aí da vontade de arrancar todos os fios de cabelo da cabeça e roer todas as 10 unhas!!!
Daria tudo... tudinho... por uma companhia nesse final de dia tão vazio... boa conversa, pizza, vinho, filme de conchinha...
(...) Até arrisco em ligar para algum moço formoso, que esteja disposto a me tirar desse martírio... mas parece que eles sempre são mais rápidos que eu... já estão "compromissados", "cansados" ou com a porcaria do celular desligado mesmo... hunf!
Quer saber? Vou dormir! Amanhã, como diz a minha mãe, é dia de branco...
Deitada na cama, penso, penso... e chego a conclusão: Namorar é muito bom... mas ser solteira também é!
Prometo, então, criar várias oportunidades... para conhecer novas pessoas, sair mais, me arrumar, cuidar de mim, curtir mais as amigas essa semana e para domingo que vem.........
......... Domingo que vem?
Ah, está muito longe... depois eu penso nisso!
* levemente adaptado