segunda-feira, agosto 15, 2011

E amanhã vai nascer o sol, apesar de tudo, eu sei (...)
E seria tão melhor nublado (...) Qualquer desculpa para não sair da cama... Algum drama na TV para poder chorar...
Mas, amanhã terá sol! Trinta graus apesar do inverno...
(...)Transfiro, portanto, meu luto para outro dia e a minha dor para embaixo do travesseiro porque a vida segue, meu bem...
Ela nos atropela sem pensar...


... e não há tempo para sofrer de amor!

[Érica Vitorazzi]

Nenhum comentário:

Postar um comentário