quinta-feira, março 31, 2011

(...) Às vezes, mesmo sem querer, ainda lembro do tempo em que éramos dois... dois loucos, dois apaixonados, dois "alguma coisa" com um "quê" de especial que mesmo depois de tanto tempo, nada e ninguém consegue ser igual...


(...) É você quem me desperta uns risos bobos quando meu pensamento é invadido pelas suas lembranças incomparáveis e é você quem se destaca quando penso nas coisas que me valeram viver...


(...) Memórias... Provas ocultas que vêm trazer à tona os gestos,
os gostos, as descobertas, as loucuras, as promessas...


(...) É você, o único que às vezes me faz falta e me faz pensar sobre um caminho diferente do que estou agora... Pelo que foi, pelo que ainda é, pelo que poderia ter sido...

[Yohana SanFer]
http://yosanfer.blogspot.com
















2 comentários:

  1. Mas é claro que pode memiga, ficou lindo o post...obrigada pelo carinho e consideração!
    Seguimos conectadas!rs...bjs*

    ResponderExcluir