terça-feira, dezembro 28, 2010



Olhando dentro de mim
percebo que falta um pedaço...

Um pedaço que em algum momento foi especial.
Que com o tempo tornou-se essencial.
E num passado próximo parecia vital...

Olhando dentro de mim
percebo que falta um pedaço...
Mas este pedaço nunca foi meu.
Desejei, busquei, tomei.
Fiz dele minha razão, meu coração, minha respiração...

Ele adoeceu
como câncer... aos poucos.
Silenciosamente corroeu...
corroeu o que era meu.
Fazendo-me dependente.
Por fim... desapareceu.

Olhando dentro de mim
sinto uma imensa falta
de um pedaço de mim...

E o pedaço que em mim falta
já não sei se é a falta...
Do espaço que era teu
e que hoje sobra em mim...

[David Santos]

Um comentário: