quarta-feira, outubro 27, 2010


Sigo a vida conforme o roteiro...
Sou quase normal por fora, pra ninguém desconfiar, mas por dentro eu deliro e questiono...
Não quero uma vida pequena, um amor pequeno, um alegria que caiba dentro da bolsa.
Eu quero mais que isso...
Quero o que não vejo...
Quero o que não entendo...
Quero muito e quero sem fim!
Não cresci pra viver mais ou menos.
Nasci com dois pares de asas (...)


Por isso, não me venha com superfícies... nada raso me satisfaz.
Eu quero é o mergulho... Entrar de roupa e tudo no infinito que é a vida...
Rezar e acreditar... pra sair ainda bem melhor do lado de lá.

[Fernanda Mello]

2 comentários: