terça-feira, agosto 31, 2010










E quando ele riu, eu percebi...
Eu percebi que eu estava na merda.
Porque eu adoro esses caras que dão risada com a cara inteira,
mas continuam com os olhos um pouco tristes e parados (...)
É impressionante como eu não gosto de ninguém mas, de vez em quando, escapa um momento... um gesto... uma pessoa linda e única...
E eu fico nessa felicidade de ser uma pessoa boa e capaz dessas coisas boas...

[Tati Bernardi]

Nenhum comentário:

Postar um comentário