sábado, julho 31, 2010


Quero viver tudo intensamente... até a última gota...
Correr o risco... me atirar...
E sentir o coração bater forte... sair pela boca...
Quero ser arrebatada...
Não conseguir dormir à noite, acordar com olheiras e estar linda mesmo assim...
Quero rir de mim mesma... sair descabelada...
Andar cantando e fazer poesia em dia de chuva...
Quero cair da escada com as pernas pra cima...
Quero um dia...
Uma hora...
Um minuto...
Desde que seja verdade...

[Brena Braz]


Estou assim... Aproveitando cada minuto!

quinta-feira, julho 29, 2010

Não é que seja exatamente corajoso...
Meu coração tem é isso de bom:
Não ocupa espaço com mágoas e, com o tempo, ele se tornou desmemoriado pra assuntos de frustração...

[Ana Jácomo]





(Lindo... e tão eu!)

segunda-feira, julho 26, 2010


Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo... já perdi um AMOR por escondê-lo (...)
Já passei noites chorando até pegar no sono... já fui dormir tão feliz ao ponto de nem conseguir fechar os olhos...
Já acreditei em amores perfeitos... já descobri que eles não existem...
Já amei pessoas que me decepcionaram... já decepcionei pessoas que me amaram...
Já menti e me arrependi depois... já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto...
Já sorri chorando lágrimas de tristeza... já chorei de tanto rir...
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse...
Já gritei quando deveria calar... já calei quando deveria gritar...
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz...
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava...
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade...
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer... já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais...
Já liguei pra quem não queria apenas para não ligar pra quem realmente queria...
Já chamei pessoas próximas de 'amigo' e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais pra mim...

Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir o meu coração...
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente... sou diferente!
Não sei amar pela metade...
Não sei viver de mentiras...
Não sei voar com os pés no chão...

Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre...
Gosto das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes...
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos!

Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:
E daí? EU ADORO VOAR!


Só poderia ser... Clarice...

quinta-feira, julho 22, 2010


Que as dificuldades que eu experimentar ao longo da jornada não me roubem a capacidade do encanto...


[Ana Jácomo]

Estou aprendendo com a noite...
Dá sempre para encontrar a luz de dentro, quando a luz de fora se apaga...



[Lídia Martins]

terça-feira, julho 20, 2010

20 de julho - DIA DO AMIGO

À família que Deus me permitiu escolher... aos amigos de longa data, aos novos amigos, aos virtuais, aos que estão distantes, aos que já estão junto ao Pai........
À todos vocês que fazem a diferença na minha vida e sabem me arrancar sorrisos mesmo em meio à tempestade...

Feliz Dia do Amigo!

segunda-feira, julho 19, 2010

O céu ganhou uma estrela


Hoje ao atender o telefone, meu mundo desabou... A voz do outro lado da linha me informava que a minha melhor amiga, minha comadre, minha irmã... havia falecido...
Desliguei o telefone, chorei compulsivamente e as imagens de nossos momentos juntas vieram quase que instantaneamente...
Uma mulher guerreira que enfrentou com coragem a luta contra essa doença cruel chamada Câncer...
O sofrimento acabou Ca... agora você está nos braços do Pai... que Ele te acolha e juntos vocês possam me dar força pra suportar essa saudade e cumprir a missão mais linda que tu me deixaste ainda em vida... ajudar a criar o meu afilhado... o 'nosso pequeno'...
Ele é um pedacinho seu que ficou e tenho certeza de que aí de cima, você vai poder vê-lo se tornar um grande homem...

Obrigada 'cumadi'... pela sua lição de vida!
Descanse em paz! Te amo!

"Qualquer dia, amiga, eu volto a te encontrar..."

sexta-feira, julho 16, 2010



Eeeeeeeeeeee! \o/
Ganhei meu primeiro selinho!!! huahuahua... Obrigada Karol!
http://kroll-stos.blogspot.com


Alguns meses atrás, Deus me enviou um presente ambíguo... uma possibilidade de amor...
Ou isso que, com alguma pressa e um certo descuido, chamamos de amor...
Acho que me apaixonei e não tenho vergonha de dizê-lo...
Confesso, porém, que não esperava...
De repente, encontrei uma pessoa que me fez sorrir (...)
Ele me fez descobrir que meus átrios e ventrículos pulsam, batem, 'latem' ou qualquer outro verbo que possa demonstrar o quanto o meu coração ainda está vivo...
Mas infelizmente nos desencontramos dentro dos nossos próprios desejos...
Tínhamos sedes distintas e medos palpáveis...
Resultado: nada ocorreu!
Nós ficamos presos nas possibilidades, no 'se', no 'vir a ser'... mas, nem tudo isso roubou a magia do nosso encontro, e nem tem diminuído a minha saudade...
Só não aconteceu... e isso me dói... machuca...
Mas em alguns momentos, me deixa feliz... por eu ter (quase) vivido aquilo que poderia ter (quase) virado amor...

[Érica Vitorazzi] - levemente adaptado...

quinta-feira, julho 15, 2010

Pinto a realidade com alguns sonhos e transformo alguns sonhos em cenas reais...
Choro lágrimas de rir e quando choro pra valer não derramo uma lágrima...
Amo mais do que posso e, por medo, sempre menos do que sou capaz...


[Martha Medeiros]

quarta-feira, julho 14, 2010


Se a vida é a arte do encontro... quando o amor vai me encontrar Vinícius? E ser pra sempre?
Pois já me cansei do 'enquanto dure'...
Eu quero que chore meu riso, que ria o meu pranto...
E que tenha sempre planos para o amanhã...
E quando a morte me procurar, angústia de quem vive, eu não fugirei correndo...
Direi à ela, olhando em seus olhos, o quanto fui feliz...
Então me diga, Vinícius... quando o amor vem me procurar?


[Érica Vitorazzi]

terça-feira, julho 13, 2010


Eu não quero perder nada dos meus erros e acertos...
É com tropeços que se aprende a ser grande!


[Cáh Morandi]
Gostaria de voltar a ser criança... uma garotinha de seis anos que caiu de bicicleta...
Gostaria de fazer cara de choro e correr aos berros para a cozinha, onde minha mãe me ergueria do chão, me daria um forte abraço e beijaria meu joelho esfolado...
Eu pararia de chorar e tomaria leite com chocolate para a dor passar...
Essa é uma das coisas que as pessoas não nos ensinam quando falam de crescer...
Como lidar com as dores que não passam com um beijo...
[Lynda Waterhouse]

segunda-feira, julho 12, 2010


Tenho que ter paciência para não me perder dentro de mim... vivo me perdendo de vista...


[Clarice Lispector]

sábado, julho 10, 2010

Eu preciso aprender a ser menos...
Menos dramática...
Menos intensa...
Menos exagerada...
Alguém já desejou isso na vida: ser menos?
Pois é... estranho...
Mas eu preciso!
Nesse minuto, nesse segundo, por favor, me bloqueie o coração... me cale o pensamento... me dê uma droga forte para tranqüilizar a alma...
Porque eu preciso... E preciso muito!
Eu preciso diminuir o ritmo... abaixar o volume... andar na velocidade permitida... não atropelar quem chega... não tropeçar em mim mesma...
Eu preciso respirar...
Me aperte o pause... me deixe em stand by...

Eu não dou conta do meu coração que quer muito...
Eu preciso desatar o nó...

Eu preciso sentir menos... sonhar menos... amar menos... sofrer menos ainda...
Aonde está a placa de PARE bem no meio da minha frase?
Confesso: eu não consigo!
Nada em mim pára... nada em mim é morno... nada é pouco...

Não existe sinal vermelho no meu caminho que se abre e me chama...
E eu vou...
Com o coração na mochila, o lápis borrado, o sorriso e a dúvida, a coragem e o medo, mas vou...
Não digo: "estou indo", não digo: "daqui a pouco"...

Nada tem hora a não ser agora!
Existe aí algum remedinho para não sentir?
Existe alguma terapia, acupuntura, pedras, cores e aromas para me calar a alma e deixar mudo o pensamento?
Quer saber?
Existe... Existe e eu preciso...
Preciso... mas não quero!



[Fernanda Mello]

segunda-feira, julho 05, 2010



Se implorar resolvesse, não me importaria...
Uma loucura qualquer, se ajudasse, eu faria com o maior prazer...
Chorar, se desse resultado, eu acabaria com a seca de qualquer Estado, de qualquer espírito...
Mas amor não se pede, imagine só...
Ei... será que você pode me olhar com olhos de devoção porque eu estou aqui quase esmagada...? Não, não dá pra fazer isso.
Ei... será que você pode me abraçar como se estivéssemos caindo de uma ponte porque eu estou aqui sem chão...? Não, você não pode dizer isso.
Ei... será que você não pode me beijar como um beijo de final de filme porque eu estou aqui sem saliva, sem ar, sem vida...? Definitivamente... não, melhor não.
Amor não se pede, é uma pena...
É uma pena correr com pulinhos enganados de felicidade e levar uma rasteira...
É uma pena ter o coração e os olhos inchados de amar sozinha... Um semblante altista de quem constrói sonhos... sozinha...
Mas você não pode... eu sei que dá vontade... mas não dá pra ligar pra ele e dizer: Ei, tô sofrendo aqui... vamos parar com essa estupidez de não me amar e vir logo resolver meu problema?!
Mas amor, minha querida, não se pede... e dá raiva, eu sei...
Raiva dele ter tirado o gosto do mousse de chocolate que você amava tanto...
Raiva dele fazer você comer cinco mousses de chocolate seguidos pra ver se, em algum momento, o gosto volta...
Raiva dele ter tirado as cores bonitas do mundo, a felicidade imensa em ver crianças sorrindo, a graça na bobeira de um cachorro querendo brincar...
E é triste, eu sei bem...
É triste amar tanto e tanto amor não ter proveito...
Tanto amor querendo fazer alguém feliz...
Tanto amor querendo escrever uma história, mas só escrevendo este texto amargurado...
É triste saber que falta alguma coisa e saber que não dá pra comprar, substituir, esquecer, implorar...
Mas amor, você sabe... amor não se pede...
Amor se declara... sabe de uma coisa?
Ele sabe, ele sabe...........

[Tati B.]
Verdade seja dita...
Eu não sou como você esperava... Eu sou muito mais...
Porque eu sou fiel aos meus sentimentos...
Vou estar com você quando eu realmente quiser estar...
Vou te ligar quando eu quiser falar com você...
Porque eu não passo vontade... E nem vou passar vontade de você... Não vou fazer joguinho... Eu me entrego mesmo! Assim... na lata!
Eu abro o meu coração... rasgo o verbo... me dou em prosa...
E se eu te disser que não te quero, meu olhar vai me desmentir na tua frente.
Porque eu falo antes de pensar... Eu falo até sem querer pensar... Eu penso falando...
E se estou com você... aí não penso duas vezes...
Não penso em nada... Não quero mais nada...
Mas eu não sou um corpo que você achou na noite...
Eu não sou uma boca que precisa ser beijada por outra qualquer...
... eu só preciso dos seus braços fortes, das suas mãos quentes... do seu colo pra eu me deitar...
Eu não vou te pedir nada... Não vou cobrar aquilo que você não pode me dar...
Mas uma coisa, eu exijo... Quando estiver comigo, seja todo você... Corpo e alma...
Às vezes mais alma... Às vezes mais corpo...
Mas, por favor, não me apareça pela metade... Não me venha com falsas promessas...
Eu não quero saber onde você mora, desde que você saiba o caminho da minha casa...
Não me conte seu passado, se eu não puder viver o seu presente...
Não faça planos comigo, se não me incluir no seu futuro...
Não me apresente seus amigos, se, amanhã, vou virar só mais uma...
E me poupe do trabalho de adivinhar seus pensamentos...
Diga que me quer apenas quando for verdade...
Diga que está com saudade apenas se sentir minha falta do seu lado...
Peça minha companhia quando não desejar só meu corpo...
Me ligue quando tiver algo pra dizer...
Mas, por favor... me desligue quando não estiver mais afim de mim...

[Brena Braz]

sábado, julho 03, 2010



Sonhei que você sonhava comigo...
Parece simples, mas me deixa inquieto...
Cá entre nós, é um tanto atrevido supor que eu tenha atravessado mentalmente, dormindo ou acordado, todo esse espaço que nos separa e penetrado em sua para mente para criar alguma situação onde eu passasse a ter alguma espécie de existência...
Não... não me atrevo e então fico confuso, porque também não sei se tudo isso não teria sido nem sonho, nem imaginação, mas outra viagem chamada desejo...

[Caio F. Abreu]

sexta-feira, julho 02, 2010