quinta-feira, junho 24, 2010

Cadê a tampa da minha panela, o chinelo do meu pé cansado, a metade da minha laranja?
Tá em ebulição, vazando, transbordando e nada da tampa da panela pra socorrer a lambança.
É culpa da pressão que eu ponho em tudo isso?
É o que dizem... desencana que uma hora aparece...
O pé cansado já tentou calçar (à força) do chinelão que descola as tiras ao sapatinho de cristal.
Nenhum serviu e o coitado tá todo esfolado.
Ninguém pra descascar ou fazer uma laranjada... Em compensação, laranjas na minha vida não faltam...
E chega! Há anos peço o príncipe e só me mandam o cavalo!
Ah, sejamos sinceras mulheres modernas: no fundo, a gente quer mesmo é alguém pra dormir protegida no peito (de preferência largo, forte e levemente cabeludo)...
E nem é medo de 'ficar pra titia' não... além de ter cara de mais nova e ser bem mais nova, eu sou filha única...
É vontade de sentir aquela coisinha misteriosa de 'é esse!'. Como será sentir isso?
Eu sempre sinto que 'pode ser esse' ou 'talvez com algumas mudancinhas, possa ser esse' ou 'talvez se ele quisesse, poderia ser esse'...
Não, isso tá errado! Quero sentir que 'é esse!'
Dizem que materializar os sonhos escrevendo ajuda, então lá vai...
Quero beijo na boca, olhos nos olhos, eu te amo...
Quero cineminha, casar de branco, ser carregada no colo, filhos, casinha no campo com cerquinha branca...
Quero, numa noite chuvosa, ter de um lado um livrinho a cabeceira da cama e do outro o homem que amo...
Quero sambão com churrasco e as famílias reunidas...
Quero ter certeza, ali no fundo da alma dele, de que ele me ama...
Quero que a gente brigue de ciúmes, porque ciúmes faz parte da paixão, e que faça as pazes rapidamente, porque paz faz parte do amor...
Quero ser lembrada em horários malucos, todos os horários... pra sempre...
Quero foto na sala... com duas crianças enfeitando nossa moldura...
Quero o sobrenome dele, o suor dele, a alma dele, o dinheiro dele (brincadeira...rs)...
Que ele me ame como a minha mãe, que seja mais forte que o meu pai... que seja a família que escolhi pra sempre...
Quero que ele me torne uma pessoa melhor, que faça sexo como ninguém, que respeite os meus enjôos de sensibilidade e minhas esquisitices depressivas...
Que seja lindo de uma beleza que me encha de tesão e que tenha um beijo que não desgaste com a rotina...
Tem que gostar de crianças e de cachorrinhos... Tem que dançar charmoso...
Ser calmo porém macho (ou seja, não explodir por nada, mas também não calar por tudo)...
Tem que amar tudo o que eu escrevo e me olhar com aquela cara de 'essa mulher é única'...
É mais ou menos isso... Achou muito?
Claro que não precisa ser exatamente assim... tintim por tintim...
Exigir demais pode fazer eu acabar sozinha em um show do Roberto Carlos...
Bom, analisando aqui, dá pra tirar umas coisinhas...
Deixa eu ver...
Resumindo então... tem que dizer que me ama e me amar mesmo...
Pronto!
[Tati B.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário